11 de jul de 2009

As pessoas eternizam-se em suas palavras

Cópias não autorizadas (hehe) de conteúdos de blogs maaara, compiladas para o bem maior (quanto mais gente ler, mais bacana a coisa fica). Do blog Clã Filhas da Lua: "DEFICIÊNCIAS" Mario Quintana (escritor gaúcho 30/07/1906 - 05/05/1994) . "Deficiente" é aquele que não consegue modificar sua vida, aceitando as imposições de outras pessoas ou da sociedade em que vive, sem ter consciência de que é dono do seu destino. "Louco" é quem não procura ser feliz com o que possui. "Cego" é aquele que não vê seu próximo morrer de frio, de fome, de miséria, e só tem olhos para seus míseros problemas e pequenas dores. "Surdo" é aquele que não tem tempo de ouvir um desabafo de um amigo, ou o apelo de um irmão. Pois está sempre apressado para o trabalho e quer garantir seus tostões no fim do mês. "Mudo" é aquele que não consegue falar o que sente e se esconde por trás da máscara da hipocrisia. "Paralítico" é quem não consegue andar na direção daqueles que precisam de sua ajuda. "Diabético" é quem não consegue ser doce. "Anão" é quem não sabe deixar o amor crescer. E, finalmente, a pior das deficiências é ser miserável, pois: "Miseráveis" são todos que não conseguem falar com Deus. Carla Lampert, do seu perfil do orkut: Cada um tem de mim exatamente o que cativou, E cada um é responsável pelo que cativou. Não suporto falsidade e mentira, A verdade pode machucar, mas é sempre mais digna. Bom mesmo é ir a luta com determinação, Abraçar a vida e viver com paixão. Perder com classe e vencer com ousadia, Pois o triunfo pertence a quem mais se atreve E a vida é muito para ser insignificante. Eu faço e abuso da felicidade E não desisto dos meus sonhos. O mundo está nas mãos daqueles que tem coragem de sonhar E correr o risco de viver seus sonhos. Carolina Salcides ...As mulheres possuem asas, por isso as chamo de fadas, porque encantam, porque sempre vão além, porque são belas. Mas são bruxas também, voam de dia, enfeitiçam de noite, são ciganas, não têm raiz, espalham suas sementes por terras, seu perfume pelos ares, espalham seu amor pelo mundo, são provocantemente únicas, dançam, cantam enquanto arrumam a casa, celebram pequenos detalhes, admiram a lua. Elas se dividem, elas possuem muitas mulheres dentro delas. E é preciso conhecer e aceitar cada uma. Uma mulher que se conhece e se permite vai em busca do prazer completo, do amor ilimitado, da paixão que cruzou seu caminho... Uma mulher que se permite, ousa, arrisca e acredita. Vai em busca de sua natureza, de sua essência. Ela busca o verdadeiro. Justificando assim sua existência.

Um comentário:

Inaiê de Alencar Ceccim disse...

Essas palavras de Quintana são verdadeiros saberes, palavras para estarem sempre ao nosso lado, para que possamos nos dar conta do que fazemos.