17 de dez de 2010

Para pessoas extremamente preocupadas com o sucesso dos outros


Pelo que fui avisada, estão descendo a lenha em minha pessoa. Creio que por que eu escrevo algumas coisas no meu blog, ,talvez por que às vezes eu tenha atitudes contraditórias em alguns aspectos. Por isso é que escrevi há dois textos atrás algo que fala sobre mudanças de hábito, no texto "Bombril". Este texto fala de mim mesma. Por que tem alguns defeitos que me incomodam, mas quando abrangem mais do que devem, aí a coisa fica ruim. É preciso mudar, corrigir e bem depressa. Se alguém aí, ainda estiver em total desagrado, pode atirar uns pedregulhos, é bom pra acordar mesmo.

Acho importante as manifestações de desagrado. Às vezes, nem sabemos que estamos sendo alvo de críticas mais fortes, considero isso natural, sendo que a maior causa dos problemas de todos os tipos de relacionamento vem da falta de comunicação ou do seu uso covarde...ainda prefiro que falem! E obrigada pela lembrança!

Não vou escrever tudo de novo e dizer que tem coisas que outras pessoas fazem que é necessário muita tolerância também, que estas mesmas pessoas falam de boca muito cheia e sequer limpam o lambuzo da própria...quem sabe cada um limpa sua boca? Estou cuidando da minha e não preciso do guardanapo de ninguém. 

O que eu escrevo não considero hipocrisia.
Tudo vem de experiência própria e como qualquer pessoa, pode ser que aconteçam alguns erros ainda, mas quem me conhece melhor acho que não me vê como uma pessoa abominável como alguns (quem?) tentam pregar. E deixo bem claro que não é por que eu escrevo que vou mostrar os dentes o tempo todo pra todo mundo.
Sou adulta, sei o que é certo, e como professora meu dever é fazer boas recomendações, sim, pois minhas alunas tem que ser muito melhores do que eu. Mesmo que eu ainda não seja o melhor de todos os exemplos, não vou desistir do que faço ou digo por causa de gente que infelizmente não consegue chegar a lugar algum, ou tenta chegar através da depreciação dos outros.

Por isso, irmã, não vou escrever por aí cantando aos quatro ventos que acho certas pessoas deploráveis, que jamais deveriam fazer o trabalho que tentam fazer, que não sabem realizar seus projetos com êxito, isso já deixou de ser um problema pra mim a partir do momento em que comecei a cuidar mais de mim e menos dos outros.
Siga seu caminho e tente fazer seu sucesso através do seu esforço próprio, do seu foco, é mais bonito.

Eu também fiquei chateada com muitas coisas que eu achei que não devia acontecer, mas não lembro de ter feito nada parecido com você. Coisas que quando reivindiquei, foi diretamente, não para os outros, e sequer obtive resposta sua, flor.

Ah! E sobre os termos pelos quais me entitulam,  não peço pra ninguém fazer isso pra mim, isso acontece naturalmente. Não me acho outra pessoa, não. Sou muito eu! Cada momento absorvo alguma referência de estudo, mas não se preocupe com meu personagem na dança, faz parte da eterna construção.

Espero que um dia alguém ache você o máximo, se for você mesma a se achar, é melhor ainda, pois aí talvez não sobre espaço nem tempo para achar defeitos nos outros.

Um grande beijo!

Um comentário:

elizete disse...

Daiane estou amando seu Blogger Barbaro, super interessante, bem colocado, um Show ! parabens amada ! È de pessoas maravilhosas assim que estamos precisando... vc é um Show só tem a acrescentar te adoro Sempre elizete Bertolacci SP