29 de abr de 2013

Dia da Dança 29/04

Gostaria de em primeiro lugar parabenizar as diversas bailarinas de dança do ventre e principalmente tribal, por mostrarem-se cada vez mais atuantes intelectualmente, politica e moralmente. Acho que nada mais transformador do que levar as opiniões a quem de fato precisa ouvir e manifestar a vontade sobre aquilo que é correto em todos os âmbitos, mesmo que fora da dança. Como artistas devemos ter sempre uma vista crítica e aberta, considerando todos os pontos e enxergando as questões de forma universal e inteligente. Provocar reações na sociedade é o que mais dá sentido á nosso trabalho, mais do que propriamente a visão de belo.
Gosto muito e cito sempre as colocações de Nietzche sobre o 'instinto de rebanho" e vejo que estamos fugindo bastante à essa regra de conduta exacerbada. O que ele quis dizer e também é minha opinião, é que a melhor forma de acabar com a hipocrisia é firmar a personalidade de forma a avaliar e saber ler nas entrelinhas o comportamento das pessoas, que normalmente velam suas reais intenções. Não podemos deixar menos claro que não somos trouxas e reconhecemos nosso valor. Se realmente tivéssemos que ser ovelhas, teríamos nascido ovelhas e não seres humanos capacitados. É possível curtir um trabalho ou uma pessoa sem idolatria, é possível ser humilde sem deixar que as pessoas lhe pisem, é possível ser culto sem ser rico e é mais possível ainda transformar qualquer questão polêmica em uma bela expressão. Por isso estamos aqui. E não só como bailarinas profissionais e amadoras, mas como aprendizes da vida, temos que vestir essa camisa.
Nada como viver além da lantejoula! Viva nós!


Nenhum comentário: